Salve, Salve meus companheiros da jornada espiritual,
 
Hoje vamos comentar sobre algo muito sagrado para a nossa querida Umbanda, sempre lembrando que damos por base os fundamentos de nossa casa. Não estamos aqui para impor nada e muito menos discuti-los, pois sabemos nos colocar no devido lugar e CADA CASA TEM SEU FUNDAMENTO.
 
O que sempre ressaltamos, é que você, médium trabalhador, precisa ser esclarecido sobre esses fundamentos e não deixar de conhecer nunca, sempre estudar, aprimorar os conhecimentos e claro respeitar o seu zelador.
 
Caso não haja concordância disso, use o bom senso e verifique se a casa que você se encontra engrandece a sua espiritualidade, se não estiver de acordo, procure focar em outra casa e não fique reclamando ou discutindo com seus irmãos de Santo, sobre os fundamentos da casa, se não concorda saia. A Umbanda é vibração de luz, não de discórdia.
 
Agora vamos lá:
 
Na nossa Umbanda, a palavra Amaci é de estrema importância.
 
AMACI vem da palavra ‘amaciar’, ‘tornar receptivo’, é um liquido preparado com folhas e águas sagradas escorado por alguns fundamentos específicos da Umbanda e que tem como objetivo a lavagem da cabeça/coroa do médium.
 
Em nossa casa, o AMACI começa ser preparado na quinta feira Santa, já com as ervas colhidas fresquinhas dos jardins, com as águas naturais e principalmente macerado pelas mãos dos pretos-velhos firmes de médiuns coroados. Fica no mínimo 12 horas de repouso e na Sexta-Feira Santa pela manhã é iniciada a lavagem de cabeça do médium. Lavamos a sua coroa mediúnica para a reaproximação, consagração, iniciação de sua mediunidade. Respeitamos as forças da quaresma, apesar de não sermos católicos, o nosso guia Chefe, determina que devemos fechar o nosso corpo nesse período e reabrir a nossa coroa no dia do Amaci.
 
Simbolicamente, o médium deve se considerar uma ferramenta usada pelo Divino em favor do Outro, da Comunhão e da Paz, um instrumento que deve e merece “reparos periódicos” para que não se perca a qualidade do trabalho manifestado, para que as engrenagens não enferrujem, para que as juntas não atrofiem, para que a maleabilidade não resseque e para que o molejo não se enrijeça.
 
Envolto em toda essa grandiosidade, um dos rituais mais potentes quando pensamos em “reparos periódicos”, é o que chamamos de AMACI, ou seja, não é só usado na Sexta Santa, e sim para qualquer urgência que aconteça com o médium, quando se dá uma obrigação de cabeça e assim por diante.
 
Este ritual também tem a finalidade de preparar o médium para receber as energias vibrantes do terreiro, por isso ele é diferente do banho de ervas preparado pelo filho. Ele recebe os fundamentos da casa, as folhas sagradas para oferecer ao filho de fé a limpeza de seu campo áurico, bem como confirmar as entidades trabalhadoras da coroa daquele médium.
 
No ritual, cada médium em fila deve estar trajado de branco e cada um com seu respectivo pano de cabeça branco, para que após a lavagem da mesma, seja esta protegida pelo pano. Importante salientar que tanto para os médiuns iniciantes como para os coroados, será indispensável que a energia do Amaci permaneça no campo áurico por pelo menos 24 horas. Neste dia, mantemos jejum pela manhã em respeito a Jesus Cristo, não comemos carne e guardamos esse dia para descansar.
 
amaci 03
 
Dessa forma pode-se dizer que o Amaci tem como finalidade:
a) apresentar ao filho ou a filha para o seu “Orixá” como um de seus instrumentos para o exercício de “Seu Amor” e de “Sua Luz”;
b) imantar e entregar a coroa do médium para o seu “Orixá Ancestral”;
c) iniciar o médium como um membro ativo da Umbanda, com responsabilidades e compromissos com os Orixás;
d) manter esse médium assistido e cuidado, já que sua coroa vibrará na intensidade e na força da Casa, sendo alimentado seu chácra coronário constantemente, garantindo mais segurança e harmonia para esse filho ou filha, possibilitando um maior cuidado e zelo do Pai-de-Santo com seus filhos do ponto de vista espiritual.
 
amaci 01
Salve amaci!
 
 
___________________________________________________________________________________
 

     Ritual de Proteção do Arcanjo Miguel

Vontade-Poder-Canalização do 1º Raio

Sim, estamos vivendo tempos difíceis!


É verdade que quando mantemos a nossa energia elevada, nenhum mal pode entrar. Mas em alguns momentos sentimos que necessitamos de uma certa ajuda. Não podemos deixar isso passar e temos de nos proteger desse mal, que muitas vezes passa desapercebido de nossa vida e acaba influenciando em alguns aspectos em nossa vida.
Os benefícios dessa purificação do Arcanjo Miguel é:

            - maior clareza de pensamento e foco
            - maior estabilidade emocional
            - melhor habilidade em tomar decisões
            - cura de problemas físicos (caso estes tenham sido causados por negatividade)
            - abertura de oportunidades financeiras
            - dissolução de problemas de relacionamento
            - reconciliação amorosa
            - aumento significativo de clientes em estabelecimento comercial
            - perda de peso (caso esteja sendo causado por retenção de liquido causada por negatividade)

Este ritual, será realizado em 20/03/2014, às 19:30hs para ser iniciado exatamente às 20hs. A entrada para a canalização do raio será permitida até às 19:45hs.
A contribuição é de R$ 25,00 e inclui os cristais.
Este ritual tem uma sequência de 21 dias seguidos, pode ser feito sempre após às 20hs.
Venha fazer parte desta canalização poderosa e cheia de energia positiva!

 Trazer foto, pertences e objetos para serem purificados.


Ajudar para ser ajudado.

Vamos iniciar o nosso mês de fevereiro com essa seguinte reflexão: Ajudar para ser Ajudado! Assim dita nosso grande mentor espiritual Pai João de Minas.

Essa ajuda deve começar, em primeiro lugar, com a mudança de comportamento. O médium que se destina a entrar na corrente umbandista, precisa urgentemente tratar seu espirito, aprimorar seus conhecimentos e claro ter muita, mas muita paciência.

Seu desenvolvimento espiritual começa no tratamento que se dá para as pessoas que nos procuram para receber ajuda espiritual.

Já vi muitos conflitos em portas de centro, por conta de mal atendimento, e o que é pior, o médium que trabalha apenas na irradiação do seu mentor, de má vontade, trabalhando ali apenas para cumprir sua missão. E eu digo que missão é essa? Missão de estar ali de pé, cansado, qual é o sentido do médium estar ali? Por obrigação, porque foi imposto? É minha gente boa, vemos muito disso, nessa religião que escolhemos ter como filosofia de vida.

Quando alguém procura o nosso centro, já é um grande progresso quanto ao seu crescimento e despertar espiritual. Naquele exato momento, algo o trouxe, pode ser uma indicação de um amigo, ou até mesmo o auxílio do seu próprio anjo de guarda. Podemos estar formando um novo membro da nossa associação, ou simplesmente encantar um leigo com o sagrado umbandista. Eu acredito que nossa religião umbanda, tão incompreendida pelas pessoas, por conta dos mistérios, dos segredos, é claro que no primeiro momento não precisamos ensinar uma pessoa que não é adepta aos nossos costumes a sair fazendo assentamento para Exu, mas só de mostrar o respeito, o recebimento desta pessoa em nossa casa, já é o mostrar da umbanda... a humildade. Se você receber uma pessoa em sua casa, e fazê-lo passar do portão de casa, o que muitas vezes gera constrangimento, se não conduzir a pessoa a sua sala e não lhe forem mostrados os locais importantes da casa, não podemos dizer que ela se tornou um verdadeiro visitante.

Instruir faz parte. Não temos muitos médiuns preparados para o tal recebimento nas casas, muitas vezes, nos adentramos em terreiros sagrados e o que encontramos, médiuns voltados a “guerra” pessoal, e não recebem direito quem está ali procurando auxilio. Não queremos encher a Umbanda com gente “burra” e sim com verdadeiros adeptos a seguirem o exemplo dos guias, a boa vontade, a ajuda, a caridade... a luz!

O que fazer nessas horas? O que podemos fazer para contribuir com a evolução dessas pessoas?

Todas as casas espirituais devem instruir seus médiuns, não sou eu quem dita a lei na casa de ninguém, mas podemos ler e a todo instante ver o chamado de Deus, ali mostrando que devemos fazer caridade, ajudar...

Ajudar para ser ajudado, neste exato momento, o médium que está ali de boa vontade, instruído, seguro de sua mediunidade, receberá toda a ajuda da espiritualidade para ajuda de seus problemas que fazem parte da evolução chamada vida.

Confiar no que se tem de melhor no ser humano, tentar realmente ajudar aqueles que estão criando expectativa para um futuro melhor.

Isso é ser médium, confiar no seu poder interior, confiar nos seus mentores, confiar em Deus e buscar sempre conhecimento para expandir sua sabedoria para aconselhar os assistidos.


Mediunidade requer responsabilidade.
Mediunidade requer amor.
Mediunidade requer tolerância.
Mediunidade requer paciência.
Mediunidade requer compreensão.
Mediunidade requer sabedoria.

Muita luz e as bençãos de mamãe sereia na vida de todos!


ORIXÁ OXOSSE - FIRMEZA NA VIDA

     
Vamos começar o ano de 2014, firmando nossos dois pés no chão e a nossa cabeça na fé dos orixás, batendo-a no Congá de Ouro de nossas casas espirituais e louvando nossos guias com pensamentos positivos e harmoniosos para nossa evolução.

Vamos desenvolver a nossa individualidade, lembrando que não é ser egoísta, é sim criar a consciência do nosso Eu e tentar desenvolver nossa vitalidade e crescimento de tudo que estamos plantando. Vamos criar raízes espirituais para a nossa base e tentar além de tudo ajudar aqueles que são colocados na nossa frente, nas horas de atendimento espiritual, OU SEJA, não julgue aquele que veio procurar o seu conselho.

Vamos cuidar mais da Natureza, somos umbandistas, cultuamo-na, não podemos denegrir a imagem da Umbanda, sujando praias, rios, matas e estradas. As oferendas são muito importantes para serem jogadas em qualquer lugar onde as pessoas que não são de nossa fé as menosprezem e joguem energia ruim no que foi feito com tanta fé e carinho. Coloquem coisas que não poluam, não joguem vidros de perfume no mar, existem outros filhos de nossa mãe Yemanjá que vivem neste habitat sagrado. 

Mesmo em uma floresta, cada árvore tem a sua forma individual, assim como cada um de nós. Todos temos as nossas raízes, a nossa família, os nossos amigos, que são parte de nossa vida, mas precisamos muito cuidar do nosso espirito que é a base do aprimoramento moral.

Dia Vinte de Janeiro é comemorado na Umbanda o dia de Oxosse, orixá da criatividade, da comunicação, da rapidez, da Natureza... Orixá que comanda uma legião de caboclos, espíritos que se materializam como índios, apaches, caciques, etc. Que trabalham a aura de seus médiuns no sentido de limpeza e energização com a força das matas/ervas. Vocês que são médiuns e que tem seu caboclo de proteção, neste ano de 2014, usem muito essa energia divina. Trabalhem bastante para ajudar a quem tem fé e que precisa muito de cura espiritual. Usem velas, banhos de ervas, incensos e chás, mas usem com muita sabedoria, procurem orientação quem tem a prática mediúnica e não tem um orientador. Conversem com seus zeladores, a época da ignorância religiosa acabou e fiquem muito espertos com zeladores que não deixam estudar, não deixam conhecer. A Umbanda está sendo desmistificada e sérios zeladores já usam da escola de desenvolvimento mediúnico como tática para engrandecimento do Templo Espiritual.

Louvamos Oxosse aqui, com esse recado, comuniquem-se! Estudem e confiem!

Grande Abraço,

Adriana S Martins

Cabocla Janaina             Sr. Pena Branca                Pai Girassol e seu jardim